• Prev
Três Rios/RJ - A Rádio Melodia em comemoração aos seus 30 ...
Paraíba do Sul/RJ - No dia 14 de Julho de 2018, a Igreja Pentecostal Deus ...
Paraíba do Sul/RJ - Jovens da Igreja Evangélica Apascentar em Cristo, que tem ...
Três Rios/RJ -  Com a participação de vários cantores, ...
Rede Vipgospel - todas logos

O grupo Record de TV foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região a exibir oito horas de “conteúdo educativo” sobre religiões afro-brasileiras. Trata-se do direito de resposta pedido pelo Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Intecab) e pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (Ceert).

O processo foi aberto quando a Rede Mulher (extinta em 2007) exibiu programação que teria mostrado “agressões à imagem das religiões afro”. Os programas com conteúdo considerado ofensivo, exibidos por emissoras associadas, eram produções da Igreja Universal do Reino de Deus, cujo fundador é dono da Record. Além do programa Mistérios, foram listados o quadro “Sessão de Descarrego” e ainda a obra “Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios?”, escrito pelo bispo Edir Macedo.

A decisão judicial foi tomada inicialmente em 2015, pelo juiz da 25ª Vara Cível Federal, após uma ação civil conjunta movida pelo Ministério Público Federal (MPF), a Intecab e o Ceert.

O entendimento da justiça é que esses tipos de mensagens são difamatórias e poderiam estimular a intolerância religiosa, algo vedado pela Constituição Federal. A Record TV perdeu o recurso e terá de fornecer estúdio, estrutura e pessoal de apoio para a produção de quatro programas de TV educativos que esclareçam a origem, tradições, organização, seguidores, rituais e outros elementos das religiões afro, com o propósito de “recompor a verdade”.

Cada programa terá uma hora de duração e será exibido duas vezes, com um intervalo de sete dias entre uma e outra. Eles deverão ser precedidos de três chamadas ao longo da programação, nos mesmos moldes que a emissora usa para divulgar seus outros programas.

A assessoria de comunicação da Record TV não quis comentar a decisão nem anunciou quando os programas serão exibidos.

Fonte: Gospel Prime

Visitas no Site

0011722259
HojeHoje24
OntemOntem162
Esta SemanaEsta Semana186
Este MêsEste Mês9563
Todos os diasTodos os dias11722259

Siga-nos no Facebook

Usuários Online

Temos 88 visitantes e Nenhum membro online

Mais lidas

O governo Michel Temer ...
Após um ...
Um muçulmano ...
Dia 14 de maio entrou ...
CLIQUE NO BANNER ...
A rede Band de TV ...
Depois de anos de ...
Quem gosta de cinema ...